O Campo do Design e seus dogmas: aproximação com a Tradição Cética

Autores

  • Paulo Vieira da Silva Magalhães
  • Alberto Cipiniuk

Palavras-chave:

Campo do Design, Tradição Cética, Movimento

Resumo

Verificamos que entre os pares do Campo do Design é clara e evidente a tendência para definir as imagens gráficas de duas maneiras: i) que as imagens gráficas são absolutamente lógicas, ou seja, sensíveis por definição, porém são consideradas tal como os conceitos, os juízos ou as racionalizações. Assim, a imagem passa a ser levada em conta apenas em sua condição de forma, como se fosse um enunciado ou abstração feita sobre a matéria concreta e sobre a qual ela se aplica. E, ii) que seus significados são fixos em relação a sua situação temporal ou espacial. Assim, verificamos que as imagens gráficas são analisadas como se fossem noções abstratas, limitadas a elas próprias e descoladas do entorno social e histórico em que vivemos e, da mesma maneira, são deste modo em qualquer parte do planeta.

Downloads

Publicado

2021-09-23

Edição

Seção

Artigos