O dilema da formação de artífices especializados no Brasil

Semelhanças, correspondências e contrastes entre a Escola Real de Ciências, Artes e Ofícios, Instituto de Arte Contemporânea e Núcleo de Animação do Centro Técnico Audiovisual

Autores

  • Leonardo Freitas Ribeiro
  • Alberto Cipiniuk

Palavras-chave:

Escola Real de Ciências, Artes e Ofícios, IAC, Núcleo de Animação do CTAv, belas artes, artes e ofícios

Resumo

Houve várias tentativas no Brasil para se implantar instituições que unissem as práticas e conhecimentos tradicionais das belas artes e os "novos" ofícios industriais para a formação de quadros profissionais para as práticas criativas. Neste artigo pretendemos relacionar os casos da implantação da Escola Real de Ciências, Artes e Ofícios, do Instituto de Arte Contemporânea do MASP, assim como associar essas intenções à criação do Núcleo de Animação do CTAv. Temos a intenção de associar estes estabelecimentos e relacionar seus objetivos primevos, com a realidade da implantação dos novos processos industriais no Brasil. Buscamos demonstrar que o pensamento por trás da criação dessas instituições, foi na verdade um grande esforço para o desenvolvimento da indústria brasileira, através da formação de técnicos competentes, que por sua vez, deveriam modificar as bases da indústria nacional. Pretendemos expor os resultados dessas instituições e discutir as razões dos fracassos de seus objetivos originais.

Downloads

Publicado

2015-10-16

Edição

Seção

Artigos